Thiago Soffiatti Souza, vencedor do Concurso em 2017, conta como foi a sua experiência no Concurso e como sua ideia de negócio inovador ganhou apoio de sua universidade. Descubra tudo na entrevista abaixo:

O que aconteceu depois da sua participação no Concurso do Sebrae?
Thiago: O projeto teve continuidade, como é um equipamento relativamente complexo, o protótipo continua em desenvolvimento. Fomos contemplados com fomento advindo do programa sinapse da inovação ao qual aguardamos os recursos para finalização do MVP e inserção da solução no mercado.

Qual foi a etapa do Concurso que você mais aproveitou? Por quê?
Thiago: A segunda e a terceira são marcantes. Realizar as pesquisas, validações e modelagem do negócio é uma experiência enriquecedora ao qual desenvolve a mentalidade de visão de negócio, abordando os conceitos da criação de proposta de valor nas organizações, além da metodologia Lean startup, requisito para redução dos desperdícios na execução de projetos. Os estudos realizados trouxeram excelentes indicadores e deram uma segurança maior para continuar desenvolvendo a solução.

Conte um pouco sobre a sua ideia de negócio inovador?
Thiago: A ideia do produto surgiu da necessidade de um colega de classe que era avicultor e, que após voltar das aulas precisava ir cuidar do aviário, madrugada a dentro. Uma das tarefas era “movimentar” as aves, que consistia em caminhar entre elas batendo palmas a fim de evitar aglomerações nas laterais, que são responsáveis por diminuição na produtividade.

O que inspirou você a inovar neste caminho ou mercado?
Thiago: O que me inspira a continuar esse projeto é ter saído da zona de conforto do escritório e ir viver a realidade nos aviários. Na primeira vez que entrei nas instalações fiquei espantado com a insalubridade devido aos gases, como não era acostumado, quase não consegui respirar. Sofro constantemente de sinusite e tive um ataque no dia seguinte. Imaginei que uma pequena automatização nessa parte do processo poderia ter um grande impacto na redução da entrada do avicultor em suas instalações. O desenvolvimento dessa solução poderia reduzir a exposição do avicultor à poeira e aos gases, contribuindo para seu bem-estar, reduzindo problemas respiratórios e quem sabe, até elevando sua expectativa de vida.

Chegou a apresentar o seu pitch de negócio para algum potencial investidor ou aceleradora?
Thiago: Não como ainda estamos finalizando o MVP, buscamos manter no Bootstrap até o momento.

Você tem planos de viabilizar a ideia de negócio que foi uma das vencedoras do Concurso 2017, ou já viabilizou? Se já viabilizou, conte os detalhes de como foram os primeiros passos.
Thiago: O fomento do programa Sinapse da Inovação exigiu a formalização do negócio, dessa maneira a empresa já está aberta, o MVP está em fase de finalização e a Universidade Unoesc-Xanxerê, com o curso de Zootecnia, está realizando pesquisas do impacto da utilização do produto na produtividade dos aviários. Estamos buscando reduzir custos de fabricação, finalizando o MVP e pretendemos em breve atender aos primeiros clientes.

Qual foi a experiência/aprendizado mais marcante da sua viagem ao Vale do Silício?
Thiago: Foram diversas, porém o mais especial tive o prazer de escrever um artigo: Dia surreal – NASA, casa de Steve Jobs, quintal Larry Page.

>>> No próximo post, você vai conferir o artigo do Thiago aqui no Blog. <<<

Quais seus próximos planos no mundo do empreendedorismo?
Thiago: Disse Leonardo Da Vinci “Uma vez que você tenha experimentado voar, você andará pela terra com seus olhos voltados para céu, pois lá você esteve e para lá você desejará voltar”. O Concurso me proporcionou experimentar “literalmente voar”, primeiro voo indo do oeste de Santa Catarina para a Capital e os demais até a chegada no Vale. Como um voo, o empreendedorismo é repleto de altos e baixos, levando do céu ao inferno. Porém uma vez que “você experimentou voar” é difícil seguir outro rumo. Dessa forma pretendo continuar desenvolvendo o projeto e demais oportunidades que surjam no caminhão. Mais do que isso, auxiliar no desenvolvimento das pessoas, pois um dos ensinamentos do Vale que mais me marcou foi que o mais importante são as pessoas.

Deixe uma mensagem para os participantes do Concurso de 2018!
Thiago: Trabalhem, tentem e arrisquem. O concurso é um aprendizado valioso e uma grande experiência profissional que bem aproveitado certamente terá um grande impacto na sua vida. Os únicos perdedores são os que deixam de aproveitar as oportunidades de se tornarem melhores. Mas se tiverem a oportunidade de vencer aproveitem cada instante.

Com certeza, a experiência do Thiago inspirou você a participar. Então corre e se inscreve!