Espera-se que o ano de 2017 promova um clima favorável para novas oportunidades em muitos setores ao redor do mundo, inclusive para os brasileiros. Já que as perspectivas são otimistas, relacionamos algumas áreas quentes para você investir suas ideias e colher bons frutos. E, por falar em frutos, a primeira área faz todo sentido e investimento.

1- Alimentação
Brasileiros têm cada vez menos tempo e disposição para preparar refeições, além do aumento no custo com empregados do lar são fatores determinantes para impulsionar o segmento.

Em 2015, o segmento apresentou crescimento nas vendas de 6,2%, de acordo com o Instituto Foodservice Brasil. A previsão de aumento no volume de vendas para 2016 é de 7,7%. O faturamento estimado do segmento, que conta com um giro mensal de 80 milhões de clientes, é de R$ 60 bilhões.

2- Pet
O mercado de cuidados com animais não perde o fôlego. De acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 44,3% dos domicílios brasileiros – ou 28,9 milhões de lares – têm pelo menos um cachorro. Ou seja, o país tem mais cães do que crianças.

O Brasil é o quarto país do mundo em população de animais e o terceiro mercado do globo em faturamento no segmento. Apenas em 2015, o segmento de serviços e produtos para animais faturou R$ 18 bilhões, de 7,6% na comparação com 2014, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet).

Inclusive, o programa Microempreendedor Individual passou a disponibilizar a categoria “pet sitter” e já conta com 16,7 mil pessoas formalizadas na função.

3- Beleza
O número de salões de beleza, os maiores clientes do segmento, atualmente chega a 600 mil em todo o Brasil, de acordo com o Sebrae, contra 155 mil em 2012. O setor amarga números insatisfatórios com a recessão econômica. Mas a publicação da Lei 13.352/16, que possibilita a celebração de contratos de parceria entre profissionais e salões de beleza, pode estimular o setor nos próximos anos com a redução de encargos trabalhistas.

4- Franchising
O sistema de franchsing já é maduro e consolidado no país e continua crescendo em níveis maiores do que nosso PIB. Mesmo com a desaceleração econômica, o setor de franquias cresceu 8,8% no terceiro trimestre de 2016, conforme aponta uma pesquisa da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Boas ideias! 

Mais em Fonte