O que você faria se a Apple ofertasse US$ 200 milhões pela sua ideia de negócio? A resposta, para a maioria dos empreendedores é óbvia: venderia na hora!

Pois foi exatamente isso que aconteceu com a Turi, fundada pelo brasileiro Carlos Guestrin. Localizada em Seattle, nos Estados Unidos, a startup Turi nasceu de um projeto acadêmico de Guestrin, na universidade Carnegie Mellon, em 2009. A startup desenvolve sistemas de inteligência artificial.

Com a tecnologia de “machine learning”, desenvolvedores criam aplicativos que aprendem com os usuários. Ela pode ser usada para recomendação de produtos, detecção de fraude, análise de sentimento e segmentação de clientes.

Provavelmente, a Apple usará a tecnologia desenvolvida pela Turi em novas versões de seus produtos, como recursos que aprendem com os gostos de seus exigentes usuários.