Setecentos mil brasileiros devem perder o emprego em 2016, segundo dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT). Com uma queda bruta dessas no mercado de trabalho, muitas pessoas aproveitam a oportunidade para tomar coragem e empreender.

Se o seu ponto de vista é este, enxerga a demissão como oportunidade para abrir o seu próprio negócio, confira algumas dicas:

1- Reflexão
Dê um tempo para cabeça e pense bastante sobre o assunto. Um negócio montado às pressas e sem nenhum tipo de reflexão pode trazer grandes riscos, como perder todo o investimento.

2- Sociedade
Na hora de empreender pela primeira vez, é sempre bom considerar a ajuda de parceiro no negócio. Por isso, aproveite esse momento de transição para conversar com o máximo de pessoas possível e buscar um sócio.

3- Franquia
É preciso considerar coisas como o ponto comercial, o público-alvo que gostaria de atender e seu próprio conhecimento sobre aquele conceito que será vendido. Franquias não permitem tanta flexibilidade e o contrato define um padrão que de ser seguido à risca.

4- Negócio próprio
Quem deseja empreender em algo diferente é interessante seguir o modelo das startups ou das antigas empresas de quintal.

Fonte