O longa conta a história real da inventora Joy Mangano, mãe solteira de três filhos e responsável pela criação do utensílio doméstico conhecido como “Magic Mop”, em 1990. Com o estouro de vendas, Joy começou a trabalhar no ramo comercial, registrando mais de 100 patentes e vivendo grandes emoções no mundo dos negócios.

Além de ser um filme bom, com uma história bastante comovente, Joy pode nos ensinar boas lições de empreendedorismo. Confira algumas das percepções dos mais entendidos e anote algumas delas para sua trajetória empreendedora:

Cuidado, pode conter spoilers!

1- Comece por onde você conhece
As chances de suas ideias darem certo, dentro de um ambiente que já lhe é familiar, são maiores das de quando você decide se aventurar por novas áreas. Joy era uma dona de casa que tinha dificuldades diárias para limpar alguns cômodos com os produtos disponíveis no mercado. Longe do conformismo, ela idealizou e criou um esgrefão com um conceito totalmente novo, que ajudou e continua ajudando milhares de pessoas.

2- Planejar faz toda diferença
Arriscar é muito importante, mas desde que a ação seja pensada antes. Joy, por exemplo, fez, impulsivamente, uma segunda hipoteca em sua própria casa, arriscando literalmente tudo que tinha em prol da sua ideia. Procure discutir suas ideias com pessoas mais experientes, como mentores, que já passaram por situações parecidas as suas.

4- Ninguém vende seu negócio tão bem quanto você
Bastou que a dona de casa subisse ao palco, com sua cara e coragem, e explicasse o conceito de seu novo produto de uma forma simples e direta para as vendas voarem. Acredite no seu produto e/ou serviço.

5- Persista sempre
A maioria dos empreendedores desistiria de continuar persistindo em um negócio se passasse pela metade das dificuldades que Joy enfrentou. Muitas vezes, a sua principal porta está a apenas mais um passo de ser aberta, mas desistimos antes que isso aconteça. Ou seja, persista!

Aproveite e assista o trailer do filme, se ainda não o conhece:

Mais na Fonte