Depois de horas de trabalho, não há trabalhador que resista a uma pausa para apreciar uma deliciosa xícara de café.

No caso do empreendedor americano Dave Kerpen, a relação era ainda mais intensa com o café. Há 13 anos, Kerpen era um bem-sucedido representante comercial da Disney e tomava litros de café todos os dias. Agora no comando da Likeable Local, empresa de marketing online, Kerpen chegou a beber café durante a noite para conseguir trabalhar de madrugada.

Diante do alto consumo de café, Kerpen percebeu que a bebida estava lhe trazendo mais prejuízos que benefícios. Confira alguns motivos para largar o café, segundo o americano:

 1- Café deixa ligado demais

Tudo em exagero não é saudável. A bebida estimula o fluxo de hormônios causadores de estresse, ansiedade, irritabilidade, insônia e tensão muscular.

 2- Você pode ter problemas psicológicos

A cafeína, substância estimulante responsável pelos efeitos do café, pode causar depressão e transtornos de atenção.

 3- O efeito pode ser o inverso. E viciante.

Ao ser ingerido em excesso, o café pode causar insônia e fadiga. Perceba o que isso pode trazer: você acorda com sono e toma café. No decorrer do dia, consome o líquido escuro e fumegante por várias vezes. Chega em casa e não consegue descansar. Tem poucas horas de sono. Você acorda com sono e toma café… pode ser que você tenha entrado em um ciclo vicioso e não tenha se dado conta.

 4- Cafeína faz mal para o seu corpo

A substância pode causar desidratação, desconforto estomacal, indigestão e azia.

 5- Não alimente uma diabete

A cafeína tem a capacidade de tornar a insulina menos efetiva, o que dificulta a regulação dos níveis de açúcar no sangue.

 6- Cafeína libera adrenalina

Outro efeito da substância é estimular o lançamento de adrenalina na corrente sanguínea. De acordo com Kerpen, o hormônio é importante para fugir de um urso, não para responder a um e-mail mais delicado.

 7- Há melhores alternativas

O empreendedor, por exemplo, pode substituir o café pelo chá verde. A bebida tem componentes estimulantes, mas menos nocivos que os do café.

Fonte.