Hoje em dia, é mais do que comum, brasileiros que vivem de tecnologia apostar em suas fichas rumo ao Vale do Silício. Vivenciar toda a cultura da capital mundial da tecnologia faz com que jovens empresários usem a experiência adquirida na estrutura de negócios inovadores, como foi o caso do paulista Mike Krieger, criador do Instagram e Paulo da Silva, engenheiro sênior no Grooveshark.

As novidades tecnológicas inventadas ou comandadas por brasileiros não terminam por aí. Nascido em Curitiba, Paraná, Alex Kipman teve uma grande ideia durante as férias na chácara da tia. O clima do campo permitiu que Alex refletisse sobre como a tecnologia acabava escravizando as pessoas, através de seus botões, telas e comandos aos quais os humanos se adaptam. Dali surgiu o chamado Projeto Natal, mais tarde rebatizado de Kinect, o aparelho da Microsoft que permite controlar games com os movimentos do corpo, e já vendeu 18 milhões de unidades.

Alex começou a aprender computação a partir dos 10 anos. Formou-se na faculdade de engenharia de software no Rochester Institute of Technology, em Nova York. E foi trabalhar para a Nasa, escrevendo soft-wares para supertelescópios. Em seguida, recebeu um convite para trabalhar na Microsoft. Trabalhou em produtos como o Windows Vista até que um dia teve a ideia do Kinect. Hoje, Alex é “diretor de incubação” da Microsoft, responsável por novas tecnologias.

O mineiro Hugo Barra chamou a atenção do Google quando foi trabalhar no laboratório de inteligência artificial do Massachusetts Institute of Technology, universidade que está entre os maiores centros tecnológicos do mundo e montou uma empresa de softwares de reconhecimento de voz. Em 2008, Hugo foi contratado para trabalhar no Android e começou adaptando os serviços do Google, como busca e Gmail, para os celulares. Logo, subiu os degraus da hierarquia da empresa até se tornar gerente mundial do Android.

Inspire-se com histórias de quem já está fazendo acontecer no Vale do Silício! Você conhece mais alguma história curiosa? Comente e compartilhe com o Sebrae.