Quais eram suas metas para esse ano? Conseguiu alcançar ao menos um dos objetivos? Se a sua resposta for que você não conseguiu atingir suas metas, o problema talvez esteja no modo como você as traçou. Não se trata apenas de fazer uma longa lista e esperar que suas metas já estejam realizadas na data prevista.

Uma dica é utilizar o método SMART, é simples, porém muito eficiente para a criação de metas. É como uma checklist: cada letra representa um indicador para definir um objetivo. Vamos a primeira letra: S = Specific: Para garantir que no futuro a meta não venha a ser interpretada de outra forma a fim de facilitar sua avaliação no final, é necessário torná-la específica. Se o seu objetivo é crescer em vendas, por exemplo, uma dica é estabelecer uma meta, seja de 20%, 30% ou 40% a mais em vendas em período pré-estabelecido.

M = Measurable: Toda meta necessita de um indicador. Não adianta colocar na sua lista de objetivos que deseja frequentar a academia, é algo muito amplo. Defina dias e horários para tal meta. Ex.: Pretendo ir à academia todas as terças e quintas das 20h às 22h de fevereiro até novembro. A = Attainable: Evite extremos. Suas metas precisam ser ousadas, porém, dentro da realidade possível. E tire da sua lista itens que não exigirão esforço de você. Essa parte define a motivação que você terá ao realizá-las.

R = Relevant: Procure inserir em sua lista apenas objetivos que vão lhe trazer progresso em sua vida pessoal ou profissional. Por fim, T = Time: Toda meta necessita de um prazo. Caso contrário, nunca serão priorizadas e, por fim, nunca alcançadas. Como diz a Lei de Parkinson, “o trabalho se expande para preencher o tempo disponível para ser concluído”. Não restam dúvidas de que nada é mais motivador do que PRAZOS.