Começar do zero não é a única forma de empreender. Comprar um negócio que já existe pode ajudá-lo a superar algumas fases que uma empresa consolidada no mercado já superou. Aqui estão algumas dicas que você precisa saber para fechar um bom acordo:

Na maioria dos casos, comprar um negócio que existe pode apresentar menos riscos do que começá-lo do zero. O negócio já estará gerando caixa, você terá uma base estável de clientes, uma reputação e funcionários que estão familiarizados com todos os aspectos da empresa. E você não terá que reinventar a roda – construir procedimentos, sistemas e políticas – já que, provavelmente, já existe uma fórmula de sucesso que estará em curso, você terá que no máximo remoldá-la para se ajustar com algumas preferências. Além disso, você não terá que se preocupar com as documentações para abrir uma empresa, patentes, direitos autorais.

Por outro lado, isso pode custar mais para seu bolso. No entanto, essa dificuldade pode ser contornada conseguindo um financiamento, investidores externos (Nós já falamos sobre investimento externo aqui ou um acordo com o banco.

A escolha certa

Comprar um negócio começa com a escolha do melhor tipo e área para você. O lugar certo para procurar é pela indústria que você tenha familiaridade e que você entenda. Pense bastante sobre os tipos de negócios disponíveis e quais se encaixam mais com suas habilidades e experiência. Também é importante pesquisar sobre as taxas, vantagens de cada área. Considere também qual o tamanho ideal que a empresa deve ter, em termos de funcionários, locações. Depois, reflita sobre quais regiões geográficas você gostaria de ter um negócio.

Antes de fechar o negócio, é preciso considerar o histórico, reputação entre consumidores, salário dos funcionários, seguro, estratégias construídas, móveis, equipamentos e a estrutura do lugar e todos os detalhes possíveis.