Big Data é um conjunto de soluções tecnológicas para armazenar grandes volumes de dados e maior velocidade, o que é essencial à medida que a cada dia mais e mais informação digital é gerada. Hoje, segundo o IDC (International Data Corporation), o volume total de dados digitais corresponde a 1,8 zettabyte, e para 2015 a previsão é de que esse número seja de 7,9 zettabyte. Para se ter uma ideia, um zettabyte é o mesmo que um bilhão de terabytes, ou um trilhão de gigabytes.

Por meio do recurso, é possível monitorar um nicho específico de pessoas, cruzar dados comuns, determinar um perfil e utilizar os resultados a favor da sua empresa.

Conheça alguns exemplos de como as empresas estão usando o Big Data:

– O projeto Global Pulse, das Nações Unidas, vai utilizar um programa que decifra a linguagem humana para determinar aumento de desemprego, esfriamento econômico e epidemia de doenças por meio de textos e posts publicados em redes sociais.

– A varejista americana Dollar General monitora as combinações de produtos que seus clientes colocam nos carrinhos. Como resultado, conseguiu aumentar as vendas e ainda descobriu uma curiosidade: quem compra Gatorade tem mais chances de comprar laxante.

– A Danone otimizou o processo de predição de demanda com a integração de dados históricos de mercado, com informações sobre consumidores. Com isso, a empresa conseguiu triplicar a cota de mercado do iogurte Grego.

– Após o terremoto no Haiti, pesquisadores monitoraram os dados de geocalização de 2 milhões de chips de celulares e perceberam a diáspora de Porto Príncipe, facilitando a atuação da ajuda humanitária.