Com a terceirização, a empresa transfere algumas de suas atividades para terceiros mais especializados e, assim, realiza apenas tarefas ligadas ao negócio em que atua. A prática visa o aumento da qualidade dos serviços e a diminuição de custos. As atividades que costumam ser terceirizadas são:

a) atividades acessórias da empresa, como limpeza, segurança, manutenção, alimentação, etc.;

b) atividades-meio: departamento de pessoal, manutenção de máquinas, contabilidade;

c) atividades-fim: produção, vendas, transporte dos produtos, etc;

O processo de terceirização deve começar por meio de planejamento e uma visão estratégica do que se pretende fazer dentro da empresa. Para entender melhor, conheça as vantagens e desvantagens da terceirização:

Vantagens:

1.       Maior qualidade no trabalho – contratar empresas especializadas significa profissionais mais experientes e qualificados.

2.       Maior produtividade – o controle dos processos passa a ser responsabilidade da empresa de terceirização, o que garante maior fluidez e agilidade.

3.       Diminuição dos encargos trabalhistas e previdenciários – as condições de trabalho e benefícios dos terceirizados deixam de ser uma preocupação da sua empresa.

4.       Diminui espaços ocupados nas empresas – dependendo da natureza do serviço contratado, as atividades podem ocorrer na empresa terceirizada.

Desvantagens:

Até os anos 90, a terceirização era vista pelo Direito como fraude, já que o contrato firmado entre empresa e trabalhador se afastava da relação de trabalho. Apesar de gerar vários empregos, a terceirização ainda não foi regulamentada, o que afeta principalmente a classe trabalhadora. Dentre os maiores problemas estão:

1.       Salários mais baixos – muitos terceirizados desempenham a mesma função dos efetivos, mas recebem salários 40 a 60% mais baixos.

2.       Discriminação por parte da empresa – terceirizados não podem utilizar o transporte coletivo e participar das atividades recreativas da empresa, por exemplo.

3.       Alta rotatividade – principalmente para os trabalhadores menos qualificados.