Saiba como pequenas economias podem gerar renda para investir em sua ideia ou garantir uma aposentadoria estável:

Guarde (pelo menos) um dízimo – Logo que receber o salário, separe no mínimo 10% do valor total e o transfira para a poupança, ou outro tipo de aplicação financeira.

Na ponta do lápis – Anote todos os gastos do mês em uma tabela e faça das anotações uma rotina. Uma planilha atualizada é essencial para organização e reflexão do seu salário. Será mesmo que a noite naquele bar, aquela roupa, valia o quanto você pagou? Essa é uma dica também para aqueles que chegam ao fim do mês e não sabem para onde foi todo o salário.

Veja alguns exemplos de tabelas:

Orçamento Doméstico 1 

Orçamento Doméstico 2

Orçamento Doméstico 3

Corte o supérfluo – Com a planilha em mãos, analise para onde vai a maior parte do seu dinheiro e se há alguma forma de economizar. Por exemplo, se grande parte da sua renda é gasta em restaurantes, que tal começar a preparar a comida em casa? Levar uma marmita para aula ou trabalho além de ser econômico, pode ser mais saudável.

Resista à tentação – Primeiro analise o porquê dos seus gastos. Você compra mais quando tem mais dinheiro disponível? Quando está em um desequilíbrio emocional? Impulso?

Depois, elabore um plano para conter seu consumismo. Algumas soluções: leve uma lista de compras ao supermercado, faça as contas na calculadora para ver o quanto as despesas irão pesar no seu bolso, evite ir ao shopping sem necessidade.

Controle o cartão de crédito – Ajuste o limite do cartão de crédito para no máximo 50% do valor do seu salário. Para não confundir e ainda ajudar a acumular bônus, tenha apenas um cartão. Evite os juros escapando do crédito rotativo ou pagamento mínimo quando não tiver dinheiro suficiente para pagar a fatura. 

Outras soluções: Venda aquilo que você não usa mais. Se você precisa de algum produto, procure emprestar de amigos ou comprar em usados. Mude alguns serviços, como telefone e internet para planos mais econômicos, de acordo com a sua necessidade. Coloque a mão na massa: limpeza da casa, manicure, cabelo, reformas simples são tarefas que podem ser feitas por você mesmo.