Um bom planejamento financeiro pode definir o rumo da sua empresa. Entenda as etapas para calculá-lo.

 

Se existe um fato sobre o empreendedorismo é que sem dinheiro, as chances da sua empresa dar certo são quase nulas. Empresas que estão começando passam por dificuldades ainda maiores já que, enquanto se estabelecem, precisam conquistar novos clientes para garantir o capital. Já demos a dica, mas é importante repetir: a maior parte das empresas vai à falência nos primeiros anos de vida, um bom planejamento pode salvá-lo das estatísticas.

Hoje vamos ensiná-lo como definir o investimento inicial. Para isso, é deve-se calcular o:

Investimento Fixo – Corresponde aos bens que devem ser adquiridos para seu negócio funcionar (ex. móveis, utensílios, veículos, máquinas). Faça uma tabela com todos os produtos, a quantidade, o preço unitário e o total a se gastar. Revise demandas e necessidades e inclua todos itens com os preços mais corretos possíveis. Avalie também as melhores possibilidades para cumprir determinada função. Alugar equipamentos, comprá-los usados ou terceirizar serviços pode diminuir custos.

Investimento pré-operacional – São os gastos para que a empresa possa abrir as portas. Se assemelham com os gastos fixos, mas não são caracterizados como tal por não serem bens. Aqui devem ser incluídos os custos com a legalização da empresa, treinamento de funcionários, divulgação, etc..

Capital de Giro – Uma reserva de recursos para ser usada conforme as necessidades da empresa ao longo do tempo. Para calculá-lo, é preciso ter uma estimativa do estoque inicial e do caixa mínimo. O caixa mínimo é o valor que servirá para custos e despesas até que os clientes paguem pelo valor aplicado no estoque inicial.

É preciso ter em mente a dependência desses dois valores, principalmente na hora de planejar. Quanto maior o valor destinado ao estoque, menor será o caixa mínimo. Ao mesmo tempo, se você oferecer várias parcelas para o cliente pagar, o custo do estoque retornará em um prazo maior e o caixa mínimo também deverá ser maior.

As decisões ao se definir o estoque não podem seguir critérios aleatórios, é preciso averiguar ao máximo qual a necessidade e a expectativa de venda. (Podemos soar repetitivos, mas a chave do sucesso aqui, é planejar!)

 

Para facilitar todas as contas, faça uma tabela no Excel com seus gastos e possíveis gastos. Anote tudo, rigorosamente. Só depois de reunir e analisar todas essas informações que você saberá qual será seu Investimento Inicial.